A realidade econômica brasileira está exigindo um novo formato de agência de propaganda: a que se dedica, está preparada e tem conhecimento de todas as etapas do marketing, do produto à fabricação, da distribuição à divulgação, revenda, consumo e pós-venda, com ênfase principalmente nas etapas de Revenda e de Divulgação. O objetivo é tornar o relacionamento com o cliente mais eficaz, trabalhando em parceria com a gerência de marketing, e fazer da agência o braço direito desse departamento. Esse novo modelo de agência, criado pela DFA a partir da observação e análise do mercado brasileiro, tem como principal objetivo organizar e estruturar Vendas, como divisão primordial da empresa, seja para produtos ou serviços. Nesse caso, a Divulgação, aqui compreendida como as ações de propaganda, acontece, se necessário, como apoio a Vendas e não o contrário.

Histórias para Contar

Com quase 40 anos de atividades e um vasto conhecimento mercadológico, não é de estranhar que a DFA tenha criado esse novo posicionamento para as suas atividades. Conhecida como agência especializada em projetos de Rebranding, a revitalização de empresas, produtos ou serviços (o que já exige 100% desse conhecimento), a DFA reúne vasta experiência em estratégias digitais e de mídias sociais voltadas também para Vendas, know-how que vem adquirindo desde 1997, quando de seu primeiro contato com a empresa americana Snickelways Interactive, para a construção de sites na internet.

Fixando Limites

De acordo com David Ferretti, seu diretor, «de lá para cá, muita coisa mudou. A mídia mudou radicalmente, mas não a criação de conceitos. Ao contrário, essa importante etapa da criação vem ganhando músculos por meio de recursos como o storytelling, ação que tenta aproximar de maneira afetiva o público-alvo das corporações». Ainda segundo ele, «é aí que reside hoje em dia um dos principais problemas culturais da propaganda brasileira: realiza-se muito graficamente e muito pouco conceitualmente, o que transforma as ações on-line ou off-line em magníficas molduras douradas cercando nada». «Na verdade, complementa, muito se fala em 'seguidores', 'pessoas alcançadas', mas pouco se diz sobre conteúdo, resultados, vendas efetivas ou estratégias voltadas para a diferenciação de produtos e serviços». É esse panorama que a DFA quer mudar ao se posicionar como agência de soluções mercadológicas e desenvolvimento de negócios. Não de entretenimento.